terça-feira, 3 de junho de 2008

Casa Pré-fabricada - Los Hermanos

Abre os teus armários, eu estou a te
esperar



Para ver deitar o sol sobre os teus braços, castos


Cobre a culpa vã, até amanhã eu vou ficar


E fazer do teu sorriso um abrigo


Canta que é no canto que eu vou chegar


Canta o teu encanto que é pra me encantar


Canta para mim, qualquer coisa assim sobre você


Que explique a minha paz


Tristeza nunca mais


Mais vale o meu pranto que esse canto em solidão


Nessa espera o mundo gira em linhas tortas


Abre essa janela, a primavera quer entrar


Pra fazer da nossa voz uma só nota


Canto que é de canto que eu vou chegar


Canto e toco um tanto que é pra te encantar


Canto para mim qualquer coisa assim sobre você


Que explique a minha paz


Tristeza nunca mais

Um comentário:

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

O seu poema é lindo! Como vc me convidou, eu vim, não sou de cerimônia! Postei sobre Excalibur. Vá lá. wwwrenatacordeiro. blogspot.com/
não há ponto depois de www
Bj,
RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO