sexta-feira, 27 de junho de 2008

Eu acho - Dry Neres







Acho mesmo que tem muita coisa errada nesse planeta. Todo o mundo se preocupa nesse exato momento em ser preconceituoso, hipócrita, falso religioso, desumano. Adoramos criticar! Nunca estamos prontos para estender os braços a outrem. Essa agonia de escrever denúncias, me faz sentir cada gota desse sangue, percorrendo cada artéria dessa minha. Aquecimento global, fome, pobreza de espírito, violência, corrupção, guerras dentro e fora de nós, hegemonia norte-americana, falta de água, doenças, capitalismo... É a terra que treme e faz com que nós soframos, paralisados com medo. É a poluição... Os animais - homens sendo extintos!

Mas o que nós fazemos sempre é jogar areia nos nossos olhos. Sim, é muito mais fácil falar sobre os meus problemas, sobre meu olho sedento. Os Raciona-is perderam a feição um pelos outros. Não reconhecem mais os de sua espécie. Já não se reconhecem no espelho. Suas mãos são duas foices, prontas para atacar. Séculos e séculos, e tudo o que conseguimos foi engatinhar, para trás! "O bater de asas de uma borboleta em Tóquio provoca um furacão em Nova Iorque". Caos! Delírio! Desatino!

Sinceramente, às vezes me pergunto se isso não é mais um The Sims; se eu não sou personagem de um jogo de tabuleiro. Eu acho... Eu só posso achar, porque não se explica tão facilmente o porquê de tanta insanidade global.

A prisão... Um velório... Uma lua alta. Eu queria o mapa disso tudo, uma diretriz. Tô cansada de histórias que me alimentam por um, dois meses. Eu quero a verdade de tudo e sobretudo, a verdade de mim. Existe algo muito sublime por trás dessa existência toda. Mas eu acho que... eu só posso continuar achando!!

5 comentários:

Filósofo disse...

Sobre o porquê de tantos porquês...queremos o que não se pode explicar aos normais.
Mas a esperança, essa sim deve ser a última a morrer. Eu acredito!
Flores amarelas e um abraço pra você!

André Auke disse...

É isso é realmente muito difícil.
Talvez a verdade, isso se ela exisitir, quero dizer: Será que existe uma verdade unica?
Como encontrar uma possivel paz dentro desse caos todo? Será que o quê está dentro é diferente do que está fora?
Acho que se eu investigar em mim, acabarei encontrando algumas possiveis respostas ai fora.

Abraços.

O Profeta disse...

Hoje o Mar adormeceu na Aurora
O dia desponta em doce calmaria
Um barco cede ao embalo do vento
Uma gaivota na escarpa o ninho vigia

Hoje o Sol pintou de luz o verde
As hortênsias são nuvens na terra
Plantadas por um deus romântico
No sortilégio que esta ilha encerra


Boa semana



Mágico beijo
fpdkp

Poeta Mauro Rocha disse...

Pessoas responsáveis não "acham" fazem!!!


Um abraço!!!


MAURO ROCHA

Poeta Mauro Rocha disse...

Pessoas responsáveis não "acham" fazem!!!


Um abraço!!!


MAURO ROCHA