quarta-feira, 2 de julho de 2008

A reflexão:
Resposta do Amor ao Amante - Dry Neres







Tá tudo certo.
Não fica assim.
Mais uma vez vou te colocar no meu colo.
Colocarei quantas forem necessário. Colocarei sempre então...
Eu só queria mesmo fazer parar de doer esse sentimento dentro de você.
Eu sei que você ama de forma transparente, você se entrega, alimenta.
Não tem sido alimentado... é verdade.
Eu queria muito poder mudar tudo isso, mas você não me deixa.
E o pior é que eu sei que é verdade irrefutável os teus "sentires", mas tem te feito sofrer tanto...
Ontem a noite eu pensei que seu último órgão não iria aguentar.
Seu coração parecia querer sair pela boca e tuas mãos frias procuravam as mãos quentes que você nunca alcança.
Você permite encantar-se demais, com aquela voz, jeito, sorriso, ficar e aquele tudo... aquele-tudo!
Não me olha assim... Eu só quero poder te ajudar, nos ajudar.
Preciso confessar que quando você viaja em seus devaneios, eu sorrio de alegria.
Eu viajo com você. Eu vejo tudo. E, meu Deus, como é lindo!
Vamos sair para caminhar toda manhã juntos, o que acha?
Quero poder escutar outras músicas com você também. Joga fora teu mp3 que só tem dezoito músicas. Inclusive ontem, você escutou uma delas cinquenta e sete vezes enquanto fingia dormir.
Dessas dezoito... dezoito são para te lembrar o Ser que te deixa assim.
Mas quer saber?
Você se fez bem melhor de um tempo pra cá. Eu sei que você se lapidou, comigo.. O Amor!
Não sabe o que fazer não é?
É tudo novo pra nós dois. Eu nunca te fiz assim. Eu nunca te vi assim.
Eu nunca pensei que não saberia o que te dizer...
Deus do céu, o que eu faço com você, pra você...?
Isso parece arder igual chama. Teu computador cheio de álbuns do Ser que ama, essa água que você bebe para substituir a sede da alma, esses pés que caminham na grama pra tentar sentir a essência dessa rosa com o membro que equilibra teu corpo.. esse tudo que você faz que... Cada pedaço teu, se fez dois. Dois meios. Desses meios, não vejo uma possibilidade só, de você sair inteiro.
Eu queria ter o poder de te dar a oportunidade que você precisa para se mostrar o melhor amante desse mundo todo. A melhor representação minha, do Amor.
Mas, eu não posso...
Invoca as montanhas e os deuses de perto, longínquos que parecem não mais te ouvir. Invoca aquela estrela que te brilhou forte naquela tarde de sábado que você procurou caminhar entre pássaros. Você no ar, eles no chão. Invoca esse choro engasgado que quase sempre se derrama pelo teu corpo.
Me deixa repousar um pouco. Repousa em mim. Deixa eu te beijar.
Se eu sou seu Amor, preciso te dizer e te pedir que apesar de tudo isso, por favor não deixa de lutar... Porque meus olhos que às vezes demoram para ver, nunca contemplaram algo tão visceral, nada tão limpo.
Pode ser que doa a vida toda, porque o ideal insiste em doer mais que o real. Você idealizou tudo.
Me deixa repousar um pouco. Repousa em mim. Deixa eu te beijar.
Não tenta arrancar tudo de você, como comentou ontem a noite. Agora eu sei que é isso que tem sustentado teu edifício interior. Se ele desmorona...
Eu grito por você: Isso é urgente!!!
Repousa em mim. Deixa eu cuidar de você.

5 comentários:

Filósofo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Filósofo disse...

Quem é que nunca bebeu água tentando matar a sede da alma?
Lapidar o amor? Tarefa tão difícil... pra mim o amor é sempre o culpado. Somos vítimas que se deixam enganar.
Se cabe o consolo; mais um pouquinho de flores amarelas pra ti,
um abraço!

Douglas disse...

Bonitas palavras,gostei bastante dos textos.
Visite meu blog também,apesar de não possuírem textos tão bons quanto os seus,mas dá uma conferida,hahahaha

www.somnaalma.blog.com

Paradoxos disse...

Me inspiras, sabias? Beijo intenso como este teu texto! Lindão!!

Xinha disse...

Vim saltando de blog em blog... até cair no seu!!
E foi uma boa queda, pois gostei imenso!
Textos intensos cheios de sentires... palavras fortes e repeltas de emoção !!

Volatrei... :)

Xi-coração