terça-feira, 8 de julho de 2008

Peregrino - Dry Neres







Pensei em te guardar MIL versos

Sei que em minha gaveta não teria ESPAÇO
Resolvi te deixar meu SILÊNCIO

Te ABRAÇAR do que não se toca
Meu corpo veloz que corre em DIREÇÃO à tua alma
Num SONHO bom em que tua face
Brincou de FICAR na minha
Desbravar mundos NOVOS com você
Descobrir que não há razão nem SENTIDO
Quando não se ALIMENTA com o amor
APRENDER todos os dias que os Impérios não existem
Não precisa ter CASA, nem objeto de valor
Ele é PEREGRINO nesse mundo de gentes
Em que o que não se diz é BELO
Onde não saber distinguir entre o azul e o AMARELO
Diz se você espera o que VEM
Ou se CULTUA o que já passou
Olhando estes OLHOS teus
Fico a pensar nas NOITES e no acordar
Velando teu sono, esperando VOCÊ chegar
Inventando CANÇÕES inéditas a cada segundo
Na VELOCIDADE que vão meus pensamentos
Pra te DIZER o que você já sabe
Mas que seria desperdício não REPETIR
O que o mundo lá fora já ENTENDEU
Eu só PRECISO que você saiba
Meu corpo veloz que CORRE em direção à tua alma
Num sonho bom em que tua FACE
BRINCOU de ficar na minha







SENTADA NA CALÇADA AINDA, ME DEIXO. ESPERANDO A MENINA BALANÇAR A CABEÇA NO SILÊNCIO! PARA BAIXO E PARA CIMA, OU PARA UM LADO E OUTRO.
SUBLIMADA NAS NEBLINAS CLARAS-ESCURAS. ME DEIXO. ME DEIXO!
Ps.: Este texto tem teu endereço... Bianca Che! =)
Me avise quando chegar!!

16 comentários:

mundo azul disse...

Um belo poema! Gostei do jeito de cantar...Voltarei!
Beijos de luz e um bom dia...

Filósofo disse...

Existem canções difíceis de compôr, porém fáceis de cantar...
Belo post minha amiga,
Um abraço!

Poeta Mauro Rocha disse...

A produção aqui está a todo vapor e as palavras muito bem escolhidas!!!Parabéns!

MARTHA THORMAN VON MADERS disse...

...balançar a cabeça no silêncio... divina poesia,bebi cada palavra sua.Um abraço Poeta.
Fiz postagem nova, apareça por lá, será muito bem vinda.
marthacorreaonline.blogspot.com

◘◘◘ disse...

Sentada na calçada... Ainda me deixo...
Maravilhoso!
Pois ainda me resta uma esperança em ver em algumas pessoas que talvez minha descrença com a humanidade seja um pouco do fruto do meu círculo de relacionamentos...
Algumas pessoas ainda honram seus corações...
Belo texto!

Beijo!

O Profeta disse...

És fascinante...!


Doce beijo

◘◘◘ disse...

Sinto-me envaidecida quando me chama de poetisa!
Não pelo meu ego, mas por ver que uma pessoa que escreve textos dos portes dos teus admira meus humildes textos!

Beijão!

Eu caçador de mim disse...

Sinto-me honrada...o carteiro chegou na hora marcada...Tuas palavras...calam, beijam e silenciam...senhorita

Bianca Che

VANUZA PANTALEÃO/OBRA LITERÁRIA disse...

"Sentar na calçada e ver a menina..." Vir até aqui e ler seus poemas! Uma noite inspirada para você!

prafrente disse...

Como escreveu Augusto Cury
"Nunca desista dos seus sonhos"

Seja feliz.Você merece...

bjs

MARTHA THORMAN VON MADERS disse...

Volto a visitar seu espaço para dizer que fiz nova postagem ,se tiveres tempo apareça por lá, será muito bem vinda.
marthacorreaonline.blogspot.com

MARTHA THORMAN VON MADERS disse...

Volto a visitar seu espaço para dizer que fiz nova postagem ,se tiveres tempo apareça por lá, será muito bem vinda.
marthacorreaonline.blogspot.com

Bruxinhachellot disse...

O desenho impressiona. Um olhar perdido em seus sentimentos.

Beijos de sol e de lua.

VANUZA PANTALEÃO/OBRA LITERÁRIA disse...

"Comer livros..." "FUMEI A VIDA..." já dizia Pessoa.Os livros, a vida estão aí, vamos devorá-los, transformá-los...sua página é a "melhor bagunça" que já vi, posso ficar por aqui? Obrigada!

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Lindo poema! O canto, tudo! Pode acreditar que voltarei. Já que não posso ficar sem fazer nada, senão olho no espelho e me vejo magricela, 39 quilos, por causa da quimio, resolvi fazer algo aqui. Enquanto coleto material para "Bonequinha de luxo", postei sobre o filme "Sombras de Goya" que em Portugal ficou como no original "Os Fantasmas de Goya". Apareça por aqui:
wwwrenatacordeiro.blogspot.com
não há ponto depois de www
Um beijo,

PS: Traduzi um soneto de Shakespeare e pus no post

VANUZA PANTALEÃO/OBRA LITERÁRIA disse...

Risossssss...não precisa alugar, Dry, moras sem pagar nada! Tua Amizade já é, por si só, um belo "pagamento"! Tarde de ternura...