terça-feira, 30 de dezembro de 2008

Flores
Dry Neres





Hoje pensei em escrever qualquer coisa assim, de giz...
Hoje, me lembrei de você!
Me lembrei de mim...
Do rosto meu, assim, no travesseiro.
Eu que já perdi de tudo nessa vida, não imagina nunca que o vento me roubasse...
Uma filha, uma irmã, uma mãe, uma amiga, tudo junto.
O vento levou você pra longe.
Mas eu te sinto tão perto!
Como pode ora, haver sentimento tão nobre assim?
Não sou tão boa longe de você.
Diz que volta um dia, diz que volta breve, diz que não vai me esquecer!
Meu coração se enche como mar denso e salgado em lágrimas de saudade...
Em lágrimas do abraço nosso, em códigos das falas silenciosas nossas.
De tudo... Me diz, sussurra: Simply Undeniable!
Because we are best friends, right, right, right???
Que os ventos te soprem meus cuidados.

Pra você Nany, amiga de longas datas. Me traz flores Holandesas! :) Te amo!

2 comentários:

Anderson Meireles disse...

Flor de ficar plantada em terra boa...
Não flor assassinada em coroa de velório...
Um abraço!

paradoXos disse...

amizade e dedicaçao - homenagem e beleza sentimental - num texto, poema muito teu, muito sentido

2009 beijinhos felizes querida poetiza minha!