terça-feira, 9 de dezembro de 2008

Memórias de um apaixonado
Dry Neres

Lembrei-me do teu riso e quis beijar as ondas do mar com os lábios teus entrelaçados aos meus em anil. Senti-me em carne viva na ausência tua. Na saudade que aperta num dia que mais parece ter quarenta e duas horas que vinte e quatro. O palpitar exorbitante do órgão que produz o amor ousava chamar teu nome entre as ruas por onde passamos e deixamos rastros de cor e céu. Oh, amor meu, sou tua! E me recordo de quando batem às minhas costas os questionamentos dos que não se enamoraram pela lua: Senhorita, estás a pisar a Terra? Com suspiros a resposta é visível na fotografia tua, que se moldurou nos cabelos claros meus. Pareço pintura moderna, pareço poesia ultra-romântica, com sorriso estampado em camiseta de cetim campestre. Tudo em você é belo... Tudo em você me agrada, minha criança! No teu colo encontro o repouso e inquietação a tanto procurado entre lunetas e faróis. Continua iluminando-me amor meu, sorriso meu, água minha. E em tudo escuto ecoar nossa canção. Todos cantam em coro aberto e exultante. As flores despetalam-se e jogam-se ao chão para que passemos com nossos grãos de amor e paixão. Beija-me! Ama-me! Adormece em meus braços que cantarei o som que faz as ondas do mar a bater nas montanhas, em teus ouvidos, tuas entranhas. Seja a sombra minha. Não me canso de ter você comigo, anjo meu! Alegro-me em ter-te feito minha crença. Rezo-te assim, então! Devora-me, na cor mais exata tua, na cor do sangue nosso!

6 comentários:

Anderson Meireles disse...

"As flores despetalam-se e jogam-se ao chão para que passemos com nossos grãos de amor e paixão."

A natureza se rende ante o amor,
abraço!

KÁTIA CORRÊA DE CARLI disse...

O amor é lindo...
Mesmo depois, quando o tempo passa, e ele vai se transformando em outra coisa, em mais coisas, mas nunca deixa de ser amor.
Hoje faço 30 anos de casada... e, embora os percalços do caminho, continua sendo amor...
beijo, minha linda

Paradoxos disse...

vivo com uma rara intensidade cada palavra, cada vírgula - as tuas palavras!
é uma espécie de beleza que encanta e canta nos olhos de quem te lê e te ouve... mesmo em silêncio!

beijos em ti - fraternos

Poeta Mauro Rocha disse...

A paixão...tempestade gostosa.O amor flores e rosas...


Um beijo!!!

KÁTIA CORRÊA DE CARLI disse...

Linda homenagem vc recebeu... e muito merecida!
Te amo, sabia?
beijo

Danielle Alexa disse...

Oii!
gostei do seu blog!
Belos textos...
Voltarei mais vezes..
bjos