quarta-feira, 29 de abril de 2009

És mais que o melhor em mim
Dry Neres




Penso que o amor nos acolheu, nos escolheu.
Não me vejo assim, não mais como sujeito independente.

Somos juntas (os) um arquipélago de cuidados, afagos.
Nossos corpos se traduzem, se desejam, se esperam.


O movimento frenético de roer unhas revela a minha ansiedade em te ter por perto
– Quando: Sempre!
Apaixonamos-nos diariamente.
Mandamo-nos flores em forma de
beijos na mesma quantidade
De estrelas que existem no infinito.
Nosso cuidado ultrapassa os conjuntos numéricos, silábicos, geográficos.

Descubro e aprecio a doçura da alma tua.
Repousar a minha face sobre a tua me tem sido como a calma das nuvens.
É sempre algo novo.
É cada vez mais
real.
É cada vez mais amor.


Nossos corpos se abrigam, multiplicam.
Nossa entrega é fotografada pelos deuses.
Nosso amor é
romance parnaso.
És mais que o melhor em mim.

3 comentários:

Poeta Mauro Rocha disse...

Acho que não...o melhor de você está escondido, esperando o momento certo para aparecer.
Texto lindo e felizardo que se destina a tê-la com essa intensidade...

Tenha um ótimo feriado e fim de semana.

BJS

Anderson Meireles disse...

É impressionante o fato de você se entregar tanto e sempre haver mais de você...
Você é infinita!
Abraço!

ParadoXos disse...

sempre que te leio saboreando as tuas p+alavras de frente para trás e vice-versa encontro-me algures nos teus sentimentos. é muito bom saber que não estamos sozinhos no barco.tem gente sentindo a mesma doçura iluminados pela mesma luz - tão rica e chei a de beleza!!!!

meu pensamento
meu fascínio
adorei!!!

cada vez melhor!!!